Transparência Covid-19 - Clique Aqui!

Edmar Cassalho Moreira Dias

Edmar Cassalho Moreira Dias é natural de Camanducaia, nascido em 29 de dezembro de 1981. É casado com a defensora pública Ludmilla de Almeida Fanuchi e pai de duas meninas, Alice e Elisa.

Edmar Cassalho Moreira Dias

Edmar Cassalho

Edmar Cassalho Moreira Dias é natural de Camanducaia, nascido em 29 de dezembro de 1981. É casado com a defensora pública Ludmilla de Almeida Fanuchi e pai de duas meninas, Alice e Elisa. É servidor Público, concursado desde 2009, da secretaria da Fazenda de Minas Gerais. Foi professor de ensino fundamental, médio e superior nas redes pública e particular. Trabalhou também como consultor político no Instituto Nexus em Belo Horizonte entre os anos 2004 a 2008.  Seu interesse na política foi despertado tanto pela trajetória de sua família, em especial de seu avô Emydio, prefeito por três vezes, quanto por sua formação em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Minas Gerais. Em 2008, assumiu seu primeiro mandato como vereador, motivado pela vontade de participar ativamente dos debates políticos no município, tendo sido o vereador mais votado na época e o mais jovem da história de Camanducaia e assumido o cargo de Presidente da Câmara de 2011 a 2012. Em 2012, venceu as eleições para a prefeitura de Camanducaia em sua primeira candidatura para o cargo, tendo como vice o senhor Rodrigo Alves de Oliveira, ambos filiados ao partido MDB[1] (Movimento Democrático Brasileiro). Tornou-se, assim, a pessoa mais jovem a assumir o cargo, aos 29 anos de idade, na eleição da cidade com a maior diferença de votos em muitas décadas. Com pouca idade e grande parte da sua equipe de governo também muito jovem, gerou desconfiança em setores mais conservadores da sociedade. Assumiu o mandato de 2013 a 2016, concorrendo e vencendo as eleições para reeleição em 2016, desta vez ao lado da candidata à vice-prefeita Tânia Maria Pereira Theodoro. Assumiram, então, o mandato 2017-2020.

Durante seus dois mandatos destaca como principais realizações a qualificação e modernização da gestão pública municipal (sendo a gestão premiada nacional e internacionalmente por projetos nas áreas de Saúde e departamento de Compras), a ampliação dos serviços médicos e de saúde ofertados à população com a assinatura do convênio com a ABMV em Monte Verde (que revolucionou a saúde para moradores e turistas no Distrito), aumento do repasse para a Santa Casa, assinatura de convênio com o SAMU, ampliação do quadro médico ofertado a população em todos os postos de saúde, criação da ESF Tancredo Neves, criação do Centro Materno Infantil, criação do Centro de Regulação em Saúde (projeto premiado pela AMM) e da implantação do CAPS. Também investiu na ampliação e renovação da frota de veículos, com a aquisição de carros, ambulâncias, viaturas policiais, ônibus, caminhões e máquinas pesadas, além de obras de pavimentação de ruas em todo município e perceptível melhoria das estradas rurais com grande ampliação das equipes de conservação, aquisição de duas cascalheiras próprias e iniciando a pavimentação de trechos rurais. Ainda com relação à infraestrutura, durante seu mandato foram construídas pontes de concreto, substituídas dezenas de pontes de madeira por tubos de concreto e ou de metal, grande obra de melhoria viária no trevo sul da cidade, várias obras de drenagem para evitar alagamentos e enchentes e também conservar melhor ruas e estradas (como a importante obra executada na Av Rio Branco). Foi o responsável pela construção da sede da APAE, da Praça de Esportes, do Mirante, da academia da Saúde do Cruzeiro, das quadras poliesportivas de Monte Verde, São Mateus e bairro do mato e da Escola Salete Romano. Concluiu também as construções das creches Gentil Faria Dias e Sônia Camargo (iniciadas na gestão anterior à sua), além da reforma de prédios públicos, destacando-se os investimentos feitos nas escolas Onofre Vargas, Miguel Chiaradia, Moreira Brandão, posto de saúde do bairro Camanducainha e na rodoviária. Sua gestão foi ainda responsável pela introdução de mais uma refeição para as crianças nas creches, criação de brinquedotecas e uma constante luta pela valorização dos profissionais da Educação e melhoria da qualidade do ensino diante de todas as dificuldades enfrentadas no período. Destaca-se ainda a vinda de muitos artistas de renome no país em diversos eventos que foram criados ou ampliados, em especial os Festivais de Inverno e de Natal realizados no distrito de Monte Verde e a Festa do Peão e o Festival do Rock. Durante seu mandato realizou-se a comemoração do aniversário de 150 anos de emancipação política de Camanducaia, com o lançamento do livro do escritor Jaime Pina, com atrações que visaram valorizar a história e as tradições culturais do município, além do incentivo aos artistas locais com apresentações abertas ao público. Na ocasião, foi realizada uma grande festa, tendo sido enterrada uma cápsula na Praça da Matriz que deverá ser aberta novamente no aniversário de 200 anos. Ainda na área cultural, foi criada uma sede própria para a já existente Escola de Música Carlitos Martins e feita a ampliação das aulas de música, dança e artes, com mais professores, novos instrumentos e diversas apresentações abertas a comunidade dentro e fora da Escola. Na parte ambiental, além da implantação do projeto Guardião das Águas para conservação das nascentes, houve a implantação das estações de tratamento de esgoto de Camanducaia e de Monte Verde, iniciando o processo de tratamento das águas lançadas nos rios do município. Foram realizadas também obras de melhoria no Transbordo Municipal para futura implantação de triagem de material reciclável e da coleta seletiva. Além disso, a administração empenhou-se em firmar parcerias com a sociedade privada para fomentar o turismo e atraiu empresas como a Lear Corporation, a Romar Metais, a Legal Embalagens, a Carmex, entre outras. Tais ações, juntamente à modernização e estruturação do Balcão de Empregos - que passou a buscar parcerias com empresas de Camanducaia e região e capitaneou a busca por cursos de qualificação profissional - gerou emprego e renda para os munícipes. Destacam-se também nesse período a parceria com o SENAI e a implantação do Programa Jovem Aprendiz. O fortalecimento da secretaria de Desenvolvimento Social com a implantação da Rede Intersetorial, unindo várias áreas para solução das questões sociais, trouxe melhoria ao auxílio da população mais vulnerável. Foram construídas 50 casas populares para a polução de baixa renda, ajudando a diminuir o déficit habitacional. Ao final do mandato, o prefeito deparou-se com o contexto de pandemia global causado pela disseminação do COVID-19, o que resultou, em seu último ano de governo, na realização de diversas ações emergenciais que assegurassem a segurança sanitária da população camanducaiense. Encerrou seu mandato deixando obras em andamento, tais como a pavimentação de ruas, construção de ponte de concreto, ampliação das praças de esporte de Monte Verde e São Mateus, reforma da praça Coronel Orestes Nóbrega, entre outras. Ainda como legado, destaca o maior caixa já deixado na história das gestões municipais, possibilitando um início de mandato com a possibilidade de conclusão para as melhorias em andamento e uma situação financeira mais tranquila ao seu primeiro vice-prefeito e sucessor, Rodrigo Alves de Oliveira.

Texto redigido pela historiadora Débora Viveiros, revisado e alterado por Edmar Cassalho Moreira Dias.

 

[1] O PMDB, criado em 1980, sucedeu o extinto MDB, criado em 1966. Em 2019, por decisão majoritária, o PMDB decidiu passar a utilizar a denominação MDB, suprimindo a letra “P” da sigla.

Uma plataforma para você gerenciar o site da sua prefeitura.